TRADUTOR

Seguidores

quarta-feira, 16 de julho de 2014

ORAÇÃO DE PAI TIÃO AOS MÉDIUNS DA UMBANDA


Em frente ao mar, ouvindo o murmúrio das ondas, o seu chegar nas areias, olhando acima do mar o céu azul, tão azul com raras nuvens brancas ornando a paisagem, extasio-me perante a beleza que o Criador nos oferece, sentindo o Seu amor infindo como este céu azul. Com as mãos acaricio as areias, que de minhas mãos escapam, por que foram feitas para serem acariciadas pelo mar, pelo sol, pelos ventos que as transbordam, pela chuva que as lava.

Atrevo-me a entrar no mar e pedindo licença ao Criador, saúdo todo aquele reino, que abaixo do Pai Altíssimo, tem como responsável de todas aquelas águas, a mãe da vida, da geração, ou seja, da renovação da vida, a iluminada Mãe Yemanjá., que reina absoluta em tão belo reino.

Depois, volto à praia, ajoelho-me em suas areias e abrindo os meus braços, constrito abaixo minha cabeça e clamo ao Pai:


Deus, Criador de todo universo,
gerador de toda vida,
a Vós eu atrevo-me a lhe pedir uma única graça,
que eu como médium saiba que sou o menor de seus filhos,
que a mediunidade foi a mim concedida não por meu merecimento,
mas pela sua infinita bondade, que a mim concedeu a oportunidade única
de resgatar velhos débitos , que eu jamais a use para meu engrandecimento pessoal ou financeiro, que minha doação seja total, lembrando-me sempre que o que o Pai de graça me concedeu eu devo distribuir da mesma forma, independente de cor, raça, fé, ou posição financeira, que dentro do templo todos sejam iguais como iguais são perante o Pai e que sempre me lembre que eu não sou nada nem ninguém para aceitar ou não um irmão dentro do templo de caridade, pois quem nos ordena, nos comanda são os espíritos que são nossos guias, acima deles os Orixás da linha que os representam e acima dos Orixás, Seu filho Bem Amado Jesus comandante de nosso planeta  e Vós meu Deus, Criador de tudo e de todos.

Pai concede-me, pois, a fé, o amor incondicional e a humildade, como também, que eu me conscientize que para ser digno da missão a mim conferida, fora do templo, em minha vida normal, devo me comportar sempre dentro da Lei do Amor, pois só assim conseguirei passar as energias positivas que os meus guias precisam para trabalharem para os filhos que ali vierem, que eu jamais aja como os antigos fariseus, que pregavam tanto a Lei, mas não a cumpriam.


Que assim seja, Senhor,


ditado por Pai Tião
psicografado por Luconi

em 11-07-2014

domingo, 6 de julho de 2014

TROMBETAS DA JUSTIÇA



Soa no horizonte, as trombetas da justiça, os orixás reunidos clamaram a Oxalá a justiça Divina para a Umbanda por eles tão amada.

Chega de tantas trapaças, chega de tantos abusos, chega de tantas distorções, chega de abuso de poder e de se consagrarem sacerdotes de umbanda e por isto acharem que dentro do templo religioso é eles quem decide o que é certo ou errado no que se refere a espiritualidade, querem decidir quem deve ficar em terra, quem não é aceito, querem que todo espírito que ali trabalhe aja exatamente como os seus guias agem, esquecendo-se que cada espírito tem a sua individualidade, tem o seu mistério, tem a sua missão e a sua doutrina, é esquecem e se arvoram de juízes e vão julgando, exigindo um padrão uniforme.

Tenho muita pena destes sacerdotes de umbanda, alcançaram tal grau, mas isto não quer dizer que de um momento para o outro eles mesmos por sua forma de agir soberba acabem abaixando a sua própria vibração e perdendo o grau já alcançado, é meus irmãos perdem por si mesmos, ninguém tira, é a Lei da ação e reação. Apenas continuam em seus postos por que têm a seu encargo muitos irmãos encarnados que neles confiam e eles assumiram a responsabilidade de encaminhá-los.

Mas isto dura, apenas até os seus próprios guias redirecionarem estas pessoas, preparando-as espiritualmente, aos poucos vão se retirando, começando a sentir certo mal estar inexplicável, tornando-se mais sensível e por isto passam a perceber pequenos detalhes que antes não percebiam, não viam, não entendiam.

 Todos que não merecerem e que terão suas missões afetadas pela postura do sacerdote serão redirecionados.
Aqueles que sintonizam a mesma energia do sacerdote compartilhando de suas atitudes, conscientes do que fazem, ali permanecerão, como também, caso haja merecimento do sacerdote, o filho que apesar de perceber o que acontece e não compartilha da atitude, tem fé e atitudes retas o suficiente para não ser prejudicado, ali continuará como uma âncora estendida para que o sacerdote se agarre e lentamente mude sua atitude, podendo então alcançar novamente o grau, mas este proceder do sacerdote é raro, normalmente acabarão devido a soberba afastando tal filho, que cansado pela luta inócua se afastara.

Então sobrará apenas, alguém que se diz sacerdote não mais sendo, mas sua soberba não vê, médiuns que por motivo de aprendizado e resgate ali continuarão até que a Lei os retire e novos médiuns que por sintonia com as energias negativas do sacerdote, ali se sentem bem, julgando que é forma certa de proceder tanto boas desculpas às suas consciências para calá-la.

Bem, nós os Orixás acreditamos piamente nas leis Divinas, sabemos que Deus,( Olorum ou Zambi)  é infinitamente sábio, que não passará um ponto de J ou I segundo o Mestre Jesus e portanto a justiça Divina  é perfeita. Então, apenas deixamos aqui um alerta e espero que os filhos de Umbanda leiam e tenham claro em suas mentes.

A lei do amor ao próximo, é igual para todas as religiões, para todos os fiéis sendo sacerdotes ou não.
O não julgarás deve ser exercido continuamente, estar consciente do certo e do errado, não compactuar com o errado é uma coisa, agora apontar o dedo e julgar seja quem for é outra, realmente nunca se sabe o que vai na alma daquele que erra, o que o faz cometer o erro, mas se consegue saber que a atitude tomada é errada, julgue o fato certo ou errado, não quem o praticou.

Aquilo que você tem ciência que é errado segundo a Lei Maior, continuará sendo errado mesmo que seja um sacerdote que pratique tal erro. Não invente desculpas cômodas para não ter que enfrentar algo que o obrigará a decidir sobre qual atitude tomar, senão você estará compartilhando do erro, terá também a sua responsabilidade nele.
Jamais o livre-arbítrio de alguém deve ser usurpado, mostrar o caminho podemos com humildade, apenas isto, obrigar alguém a segui-lo jamais.

Não esquecendo que quem mais precisa da caridade espiritual são os doentes de espíritos, eles serão sempre o nosso principal alvo, jamais deve ser afastado de qualquer templo religioso o irmão que traz consigo considerável bagagem de atitudes erradas na vida, todos nós temos esta triste bagagem, encarnados ou desencarnados, as bagagens são mais ou menos pesadas, não importa, o que importa é a atitude do irmão de adentrar em um templo, não foi o acaso que ali o levou, ninguém pode impedir sua entrada, nem o sacerdote, pois quem o levou ali é alguém muito superior a todos nós, foi a Lei Maior, e quem somos nós para irmos contra a Lei?

Lembrando que a mediunidade, os dons, nos foram despertados pelo Pai , com a Sua autorização, isto feito para que possamos através da caridade espiritual diminuir um pouco os nossos débitos para com a Lei, estes dons, esta mediunidade não deve ser utilizada para beneficiar a ninguém materialmente muito menos para satisfação dos egos dos médiuns, cuidem para abafar os seus egos, a propensão de todos em cultivar o orgulho, o poder, a vaidade que normalmente são o que levam os médiuns a derrocada de suas missões.

Lembrem-se de seguir as Leis do Pai não só no templo, mas também no seu dia a dia, pois tudo o que vocês fazem em suas vidas reflete em seu espírito, não adianta ser bonzinho apenas no templo, se assim agirem estão sendo falsos e o pior acham que enganam a Deus, que tudo sabe e tudo vê, porque ELE os gerou e vocês são partículas DELE então trazem dentro de si mesmos Deus.

Não esqueçam nada vos pertence, tudo que é vosso lhes foi dado pelo Pai, que o faz para um bem maior, não apenas para o seu bem, não para satisfazer a sua vida terrena.

Desta pequenas coisas é que vocês têm que lembrar e praticar, façam enquanto a tempo, modifiquem-se, por que a trombeta da Justiça para a Umbanda já soou.


Fiquem na Fé de Oxalá,
cobertos pelo amor de Oxum


mensagem ditada pelo boiadeiro Jeremias
psicografada por Luconi
em 06-07-2014



domingo, 1 de junho de 2014

SEPARAÇÕES SÓ ENTRE OS ENCARNADOS EXISTE


O orgulho e a radicalidade daqueles que recebiam os ensinamentos de Kardec, acabou obrigando a espiritualidade com ordem de nosso governador planetário, Nosso Senhor Jesus Cristo, a abrir nova frente de trabalho, através de épocas remotas do médium Zélio de Morais.

Já na espiritualidade desde sempre existiram os espíritos que trabalhavam diretamente na luta contra os seres das Trevas, defendendo suas vítimas, resgatando, cada um em sua época certa os infelizes trevosos, atuando colocando-os em zona de expurgação (esgotamento) dos sentimentos negativos, para só então os levarem para os irmãos que vocês chamam de linha branca que seriam os socorristas prontos a enviarem tais irmãos a locais de tratamento espiritual, doutrinação e posteriormente encaminhá-los para trabalho redentor ou se fosse o caso reencarnação.

 Sabedores que a incorporação destes infelizes irmãos traria um grande benefício a eles, pois através do ectoplasma do médium seus corpos espirituais deformados rapidamente se reconstituiriam.

 Tentamos levá-los às mesas brancas existentes, os encarnados encolhiam-se temerosos e tais espíritos percebendo a energia negativa do medo achavam-se poderosos e quando incorporados em algum médium acabavam por expandir-se em demasia, desequilibrando totalmente o ambiente energético do local, para prejuízo dos médiuns, da assistência em busca de caridade, tanto a encarnada como a desencarnada.


Então, o Mestre determinou que se abrisse nova frente, utilizando encarnados que em eras passadas haviam sido magos de luz ou magos negros ou então trevosos que aprenderam a manusear as diversas energias negativas existentes, mas que haviam reencarnado para reparação do carma adquirido.
Oportunidade única para todos, que se bem aproveitada, seguindo as Leis do Amor e da Vida, estes médiuns resgatariam grande parte de seus débitos.


Se os irmãos kardecistas, cujas reuniões eram frequentadas na época pelos privilegiados da sociedade, houvessem recebido Zélio com Amor e aberto os ouvidos, o seu mentor, que deu o nome de Caboclo das Sete Encruzilhadas, teria exposto toda a necessidade.

Mas fecharam as portas o tratando com preconceito, só se interessando quando um vidente viu por debaixo da forma indígena, vestígios da batina de um padre e percebeu que ali estava um espírito de muita luz.


Estava provado que ainda não eram totalmente cristãos, apegavam-se à forma, à aparência, à forma de falar.

Obrigando ao mentor de Zélio a optar pela segunda opção que a espiritualidade lhe dera, dar inicio a um segmento a parte.

 Infelizmente hoje em dia oitenta por cento está entregue aos magos negros encarnados que não cumpriram o prometido e deixam de lado o AMOR, A CARIDADE E A HUMILDADE.
Mas vinte por cento se mantem a duras penas nesta missão e a duras penas se mantem para seguirem o que o querido Zélio determinou.


Espíritas serão vocês iguais aos outros cristãos que se digladiam sem irem a fundo e procurarem a verdade?


Pela falta dos irmãos do passado que deveriam ter acolhido Zélio e constituído o trabalho a ser feito de forma que os médiuns que assim atuassem recebessem o respaldo da instrução, passada aos primeiros médiuns por Kardec, por esta falta proliferou-se a maldade com mais facilidade, pois por mais puro que fosse o coração deste novos trabalhadores, que foram convocados e pertenciam a classe menos favorecida da época, muitas vezes não conseguiam distinguir o impostor  do verdadeiro, isto não só entre os  espíritos, mas entre os próprios encarnados que viam a possibilidade de ganho fácil.


Pensem, reflitam, deixe o amor cristão levantar-lhes a venda dos olhos, o tempo urge, e a todo cristão seja de qual doutrina religiosa for, cabe a missão de levar para Cristo o maior número possível de irmãos, encarnados e desencarnados, não importa, todos podem e devem pertencer ao rebanho, não fechem as portas para ninguém, os mentores sempre proporcionarão a palavra certa na hora certa a todos e suas consciências estarão em paz, sabedores que deram o melhor de si.


Que a paz do Senhor Jesus esteja com vocês,


Ditado por um espírito que atua nas duas linhas,
como muitos mentores ,
João de Albuquerque

psicografado por Luconi

em  02-05-2014

domingo, 18 de maio de 2014

TOQUE DE PRETO VELHO -PAI ANTONIO DE ARUANDA E FERNANDO SEPE




*“O rótulo religioso não passa de uma experiência transitória em determinada época do curso ascensional do espírito eterno.”*

*Ramatis *

*Toques do Preto - Velho*

Os espíritos trabalhadores, designados de pretos velhos, nos repassam constantemente uma lógica que infelizmente, nós encarnados ainda estamos demorando em aplicar.  Dizem eles, com sua maneira peculiar e simples de expressão, que no “mundo dos mortos” não existe raça, cor ou credo que diferencie as almas ou crie fronteiras, o que existe é o homem de bem e o homem que desaprendeu de ser bom. **Baseado nisso, nos falam das lágrimas que insistem em cair de seus olhos, pela arrogância dos homens e de suas religiões que acabam se distanciando de Deus, pela pretensão de se adornar d’Ele, impondo a “sua” verdade.  As religiões ou os credos em geral, ainda existem por necessidade de nossos espíritos que se diferenciam na escala evolutiva, encontrando dentro de cada uma delas a melhor adaptação de “religar-se” ao Criador. 

O que fica desvalorizado aos olhos da Espiritualidade Superior é o combate que se trava entre os homens por questões religiosas como se vivessem em eterna disputa, chegando ao absurdo das ditas “guerras santas”. 

Por enquanto a humanidade percorre vários caminhos em busca dessa verdade, mas chegará o dia em que o Universalismo será pleno, então haverá um só rebanho para um só pastor. E como acontece no “andar de cima”, formaremos uma única corrente de trabalho, auxiliando a quem necessita, mostrando que a ferramenta mediunidade tem um só objetivo: - a caridade! Fora isso, tudo o mais fica por conta de nosso Ego.

Abaixo vão alguns ensinamentos, "toques", trazidos por um destes queridos amigos espirituais:*

Lá nos planos sutis, aonde vocês muitas vezes vão quando dormem, mas ao         acordarem não se lembram, existe uma grande família espiritual a lhes esperar, velar e torcer por vocês. Quebrem a barreira vibracional com sentimentos e pensamentos elevados, levando seus corações até eles. 

Mate a saudade espiritual que existe dentro do seu peito. Deixe a intuição fluir. Os guias espirituais não são mestres intocáveis que vocês devem reverenciar, mas sim, são amigos de jornadas. Conheça-os, converse com eles, trabalhem juntos, mas sorriam e brinquem juntos também. Eles estão te esperando.*

*Mediunidade é coisa importante e séria, mas não diviniza nem inferioriza ninguém. Vocês sabem disso. Tem gente que pensa que ser grande médium é praticar fenômenos para “incrédulo ver”. Outros pensam que é se vestir todo com uma fantasia, “virar os olhos” e “rebolar” bastante. Não! 

Mediunidade é você trabalhar em parceria com os amigos do lado de cá para o bem de todos, apenas isso. Vocês complicam muito as coisas. Na verdade tudo é muito simples. Pense na manifestação das criancinhas durante um processo mediúnico. Existe algo mais simples e belo do que isso?*

*Parem de julgar a manifestação mediúnica ou a experiência do outro. Você pode até não concordar, mas caso para ele faça sentido, deixe. É dele! Isso lembra muito a postura daquele que não consegue fazer melhor e por isso mesmo vive a criticar e apontar o defeito dos outros.

As experiências espirituais muitas vezes são de foro íntimo, cada um busca a sua. E cada um fique feliz com a sua! Aprendam também que a dedicação e o estudo ajudam muito. Mas o que realmente conta é o seu dia a dia, como pessoa comum, passando pelo crivo do grande mestre que é a vida. Não adianta nada estudar muito e praticar pouco, principalmente em relação à humildade, tolerância e amor.*

*Fazer caridade é muito bom. Se alem disso buscam esclarecer as pessoas, melhor ainda. Tem gente que acha que doando uma cesta básica de Natal ao desencarnar será “salvo”. Outros ainda se acham muito especiais e caridosos, verdadeiros missionários. Não caiam nessa bobagem. Saibam que, em verdade, ao auxiliar os outros vocês ajudam a si próprios. E quando fizer a caridade, também não apenas dê o peixe, ensine as pessoas a pescar. “Caridade de consolação” ergue a pessoa, mas depois que ela já está de pé, está na hora de ensiná-la a andar, com a “caridade de esclarecimento”. 

Pensem nisso!

Caridade, faça sempre que surgir a oportunidade de auxiliar o irmão.
Esclarecimento, leve a todos os lugares, fazendo a sua aura brilhar e contagiando as pessoas com alegria e vontade de viver.*

*Trabalho em grupo é coisa séria, deve haver amizade, alegria, mas não é reunião social. Os guias escutam os seus pensamentos e não estão nada interessados em suas preferências físicas, nem em suas “paqueras” dentro do grupo, nem dão importância a isso. Tão pouco são cúmplices das fofocas, guerras de vaidade e ciúmes que existem dentro do mesmo. 

Um trabalho espiritual em grupo é uma benção e oportunidade única de evolução, tanto    de         encarnados como desencarnados. Aproveitem bem! Existe um montão de mestres         esperando por vocês desse lado, mas muitas vezes eles não conseguem lhes amparar, afinal vocês não param de pensar no “vizinho”, ou como a vida é difícil e injusta com vocês…*


*Os Orixás, os Mestres, os Anjos, os Devas, todos Eles amam a humanidade. Caso queiram fazer um ritual a algum Deles, tudo bem. Mas lembrem – se sempre: Vela acesa só tem valor se o coração estiver aceso antes. Caso contrário, não!*

*A energia de uma erva é poderosa e realmente cura, mas antes, suas próprias         energias e o respeito com a vida vegetal devem ser grandes, caso contrário, é desperdício de tempo. 

Qualquer ritual de magia para o bem é lindo e bem quisto pela espiritualidade, mas não se perca no meio de muitos rituais e elementos e esqueça o essencial. O grande mestre da magia é o coração, e a grande força motriz é a sua mente. Lembrem-se disso.*


*Não sejam espiritualistas pela metade. Durante o dia vocês ficam pensando em espiritualidade, mas ao dormir, que é a grande hora onde o espírito se liberta do corpo físico, vocês não pensam em nada, ficam com preguiça e logo suas mentes são invadidas por um monte de coisas, adormecendo na mais perfeita desordem. No mínimo orem ao deitar-se. Agradeçam o dia, coloquem-se à disposição do aprendizado, aproveitem as horas de sono. Elas são chaves de acesso ao crescimento espiritual. 

Meditem nisso.*

*Eu sou um preto-velho. Pouco importa minha forma ou meu nome. O que importa é que eu sou luz, como vocês e todos nós, filhos da Grande Luz. O sol brilha em meu coração, no seu e em toda humanidade. Você ainda tem preconceito em relação a raças? A culturas diferentes? Religião? E julgam-se espiritualistas? Ora amigo, deixe disso! Lembre–se: todos viemos da mesma fôrma. Eu tenho apenas uma palavra para descrever o preconceito: ignorância!

*Ignorância também são as paredes e preconceitos religiosos. Todos os mestres da humanidade pregaram o desprendimento, mas o que os seus seguidores mais fazem é ter o sentimento de posse em relação a Eles. E lá se vão guerras, ofensas e desarmonia entre uma religião e outra. E lá se vão discussões infindáveis entre doutrinas diferentes. Todos os caminhos levam a Deus, mas muitos acham que seu caminho é melhor do que dos outros, não é mesmo? Façam um favor à humanidade, meus filhos: vão voando nas asas do       universalismo ecumênico! E parem com essas bobagens…*


*Do lado de cá nós adoramos música. Ela rejuvenesce a alma, acorda o coração e desperta a intuição. Aproveitem as músicas de qualidade. Elas são ótimas e verdadeiro brilho e alimento para vossos espíritos. Também escutem a música que os espíritos superiores cantam secretamente dentro do coração de cada um. É a música da Criação, ela está em todos, mas só pode ser escutada quando a mente silencia e o coração brilha. Pensem nisso!*

*Pensem também na natureza. 

Coloquem uma música suave. Direcionem-se      mentalmente a um desses sítios sagrados, verdadeiros altares vivos do amor. Pensem na força curativa das matas, na força amorosa e pacificadora das cachoeiras, da limpeza energética que o mar traz ao espírito. Meditem neles. Isso traz sintonia, reciclagem energética e boa disposição. Façam isso por vocês e fiquem bem!*


*Por fim, dediquem-se mais ao autoconhecimento. Ele é muito importante. E um dia, mesmo que isso demore milênios, vocês se conhecerão tanto que realmente descobrirão sua natureza divina. Nesse dia, as cortinas da ilusão se abrirão e você verá o universo a sua frente. Não existirá mais Orun* (céu) nem Ayê* (mundo material). Nem eu nem você. Apenas Ele… Pai e Mãe dentro de nós mesmos!*

*Um Grande abraço
Pai Antônio de Aruanda e Fernando Sepe (escrito por duas mentes em um só
coração)*


Mensagem enviada por Renato de Souza Lima

Obrigada irmão de senda por compartilhar tão bela mensagem.