TRADUTOR

Seguidores

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

YEMANJÁ SUA FESTA A ENTRISTECE




Mais um final de ano se aproxima, novamente todos os espíritos que trabalham na querida Umbanda tentam passar a seus médiuns que para finalizar os trabalhos do ano, para os agradecimentos a todos, não é necessário tanta confusão, tanto desgaste dos médiuns, tantos abusos em todos os sentidos.


Com coração gastam o que não podem e aqueles que podem deveriam direcionar os recursos para aqueles que não têm o pão de cada dia, um pano para cobrir o corpo, um chinelo para os pés cansados e muitas vezes nem ao menos um teto para descansar o corpo cansado e abrigar a família.


Garanto com certeza que se direcionassem os recursos para isso, os Orixás assentados nos Tronos Divinos, os Orixás intermediários e os intermediadores, todos e principalmente Pai Oxalá, Nosso Senhor Jesus Cristo e Zambi (Deus), muito se alegrariam, seria com certeza a melhor forma de agradecer, e bênçãos infinitas seriam distribuídas sobre todos. Que festa, teríamos na espiritualidade, finalmente, os filhos teriam entendido, finalmente o amor maior havia feito morada em seus espíritos milenares, finalmente as lições do Mestre teria aprofundado suas raízes no âmago de cada ser e retirado para fora deles o que eles tinham de melhor, de mais puro, o AMOR FRATERNO.


No entanto, não é isto que acontece, não é isto que se vê, os filhos não entendem que tudo é energia, que basta agradecer com amor, que esta energia pura subirá e os orixás a distribuirá entre todos espíritos humanos que estejam necessitam de socorro, mas não, precisam demonstrar materialmente, precisam se exceder e ao mesmo tempo que agradecem e fecham o ano na beira do mar, também maculam o Reino, o Ponto de Força de Mãe Yemanjá e com isso a ferem profundamente, porque ela representa o Trono Divino da Geração e da Vida, mas não é só da geração e vida humana, é de toda vida existente no planeta.



 Pois bem, com suas demonstrações materialistas e descabidas acabam sujando as águas, causando grande mal a milhares de seres que ali vivem por ser o mar o seu habitat natural. Será que filho de Umbanda não pensa?  Será que acredita ser o ser humano o único protegido por Zambi?


Quero acreditar que o egoísmo não chegou a tanto, mas por falta de conhecimento ou não, nós assistimos todos os anos à afronta feita à criação, como também aos desmandos de toda sorte.


Não dá para mudar tudo assim de repente, mas dá para aos poucos cada um ir tomando consciência e uma vez que se conscientizou passar adiante o que é certo, falar humildemente, mas com autoridade, ensinando e abrindo os olhos de todos que por seu caminho passarem.


De minha parte, continuo trabalhando no mental de cada médium e deixo aqui a mensagem com fé em Pai Oxalá que ao menos um filho entenda e erga as mangas, quem sabe não conseguiremos fazer diferente, aos poucos, devagarinho.


Fiquem na paz de Oxalá
ditado pelo andarilho João
psicografado por Luconi

16-11-2014

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

MEUS IRMÃOS DE FÉ QUE SAUDADES



Que saudades sinto,
daquela gente simples,
em cujo peito a fé explodia,
o amor ao próximo resplandecia,
esforços não media,
e ao irmão acudia.


Fosse dia, fosse noite,
fosse hora ou não fosse,
pois sua fé lhe dizia,
a hora não é escolhida,
o acaso é um fato,
que por Ele nos é apresentado.


Então na mão do irmão segurando,
aquela gente nada temia,
praticamente nada ali era fundamentado,
a não ser a enorme fé,
que lhes dava a certeza,
que Maior é Deus.


Luconi
23-10-2014

Sinto saudades de meus irmãos de fé, sinto saudades de nossa simplicidade e dentro desta simplicidade tínhamos a certeza que o Bem sempre venceria, pois não existe mistério, apenas têm-se fé firme ou não e respeitando as Leis da Vida e do Amor por Ele determinadas, sendo estas Leis o nosso crivo para qualquer circunstância, com certeza o Melhor sempre seria feito, segundo a vontade do Pai Maior.

Desta forma conseguíamos, através da atuação de  nossos mentores, pois nós nada éramos apenas instrumentos de trabalho, levar algum bálsamo a tantos corações sofridos, encarnados ou desencarnados.

Obrigada meus irmãos por terem feito parte da época mais feliz da minha vida. 

Luconi


sábado, 27 de setembro de 2014

FESTEJANDO COSME DAMIÃO E DOUM COM VOCÊS

                                                             Pintura de Josephine Wall


Bênção tio, bênção tia, aqui venho, festejar com vocês mais uma homenagem aos irmãos tão queridos e amados por todos que reconhecem nos ensinamentos de Jesus a mais pura verdade. Amor é o que eles pregavam, exemplificavam, curavam a muitos e nada cobravam, curavam também aos animais, pois diziam que eram criações Divinas e aqui não estavam para sofrer. Ah, eles sabiam dentro do coração que os animaizinhos são espíritos em evolução. Sabe Papai do Céu em sua infinita bondade jamais colocaria ser vivo que sente dor, fome, frio, só para satisfazer o Homem, só para brincarmos e nos servirmos deles, não, Papai do Céu é a BONDADE INFINITA, A JUSTIÇA INFINITA, O AMOR INFINITO, A MISERICÓRDIA INFINITA, A SABEDORIA INFINITA E O PODER INFINITO, acham mesmo que ELE colocaria seres viventes sem uma razão maior que beneficiasse estes seres?


Bem, cada um acredita no que quer, mas pensem bem antes de chutarem um desses irmãozinhos que estão em menor grau de evolução do que  o Homem, mas estão em franca evolução, já passaram por várias etapas e agora a próxima será a Humana, tudo é perfeito Deus não fez nada imperfeito e nada injusto.


Queria lembrar também do Doum, pois os irmãos eram trigêmeos e Doum desencarnou criança, aliás os dois irmãos decidiram se dedicar a medicina após a morte do querido irmão, Doum não continuou a missão junto de seus irmãos médicos mas na espiritualidade trabalhou muito para protege-los e também para ajudar a chegar até eles todos que necessitavam, na hora dos martírios que o imperador romano impôs, lá estava ele orando muito a Jesus para que os irmãos se fortalecessem e na hora final junto com muitos espíritos de luzes, ali ele estava, que festa linda foi, muitas palmas e lírios cobrindo o chão.

Ah! Esqueci, muitos umbandistas vão falar que eu não sou eu, um erê mandando mensagens desta natureza?  Ah, que pena, muito ainda demora para as vendas levantarem, mas não faz mal, se quiserem escrevo tudo de novo na linguagem que vocês gostam de ouvir para acreditarem que eu sou eu.

Agora vão perguntar se eu estava lá? Não, eu sou o Ditinho, pertenço a falange de Ibeji  na linha que Cosme Damião e Doum comandam, e êre na grande maioria são seres que ainda não encarnaram, estão ligados ao plano encantado da natureza, alguns poucos encarnaram, mais apenas uma vez e desencarnaram criancinhas, meu cavalinho vai deixar o nome que está tudo explicado, para quem quiser ler,  A LINHA MAIS PURA ( clique ), eu nunca encarnei é o tio Áspargos que está me ajudando, e a Roseli que é também erê de meu cavalinho, encarnou uma só vez e desencarnou com três aninhos.


Vim agradecer tanta festa e distribuição de docinhos para a criançada da terra, é isto o que mais importa.


Bênção tio, Benção tia,

Bênção Papai do Céu.

Mensagem ditada pelo Ditinho
psicografada por Luconi
em 27-09-2014

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

PITACOS DE PAI TOMÉ DE ARUANDA




É um pitaco aqui,
outro ali,
e assim vamos levando.


Levando bem de mansinho,
pois os filhos andam devagarinho,
em cada pitaco duma verdade um pedacinho,
não diretamente dita,
nas entrelinhas plantada,
para o filho matutar,
e quem sabe sozinho,
chegar àquele pedacinho da verdade,
puxando assim o fio da meada,
enfim entendendo que a razão de tantos males,
não está só no seu irmão,
mas também em si próprio,
e quem sabe a partir de então,
iniciará a sua transformação.


Com este irmão,
eu terei outra missão,
já não darei pitacos,
com meias palavras falando,
pois ele terá aprendido,
que os revezes da vida,
nada mais são,
do que puro aprendizado,
recebendo-os com resignação,
no tempo certo chega a solução,
este preto velho então,
lhe dará o necessário sustento,
para que continue firme no seu propósito,
de entregar-se ao amor de Cristo com fé,
renovando-se e auxiliando a renovação de seu irmão.


ditado por Pai Tomé de Aruanda
psicografado por Luconi
21-08-2014